OS CONCEITOS DA TEORIA DO CAOS

Caos refere-se ao que pode ser chamado de desordem ordenada. A ideia de Caos é casada com a de Complexidade. Sistemas complexos podem exibir comportamento caótico, o que não é uma falta de ordem, mas ordem de uma complexidade que é difícil ou impossível de descrever em termos simples, que não pode ser resolvida com equações simples, que requer narrativa complexa para descrevê-la. Os padrões em comportamento caótico estão presentes, mas não são regulares ou facilmente previsíveis.

Comportamento caótico não significa comportamento aleatório, mas comportamento que é irregular e variável. Padrões gerais podem ser analisados, mas comportamentos precisos de variáveis em tempos particulares não são preditíveis.

Os conceitos de Caos podem explicar o comportamento organizacional melhor do que as mais tradicionais explicações de gerenciamento científico, pois organizações são um fenômeno complexo e dinâmico. O estudo da Teoria do Caos tem sido definido como “o estudo qualitativo do comportamento instável, aperiódico em sistemas dinâmicos não-lineares, determinísticos”. Ela faz parte da Teoria dos Sistemas Dinâmicos, um ramo da Teoria de Sistemas com uma forte fundamentação matemática.

 

Termos e definições para a Teoria do Caos:

 

Qualitativo. O elemento de estudo qualitativo é claramente de interesse para o pesquisador de sistemas de informação que toma uma postura interpretativa. As interações de atores dentro da organização, e seu efeito em sistemas de informação são mais bem servidos por estudos narrativos que capturam padrões de comportamento e nos quais podem ser traçados caminhos de influência. Os padrões caóticos do comportamento organizacional na adoção de sistemas de informação não podem ser estudados pelo conjunto de informações num único ponto no tempo.

Instável. A Teoria do Caos daria suporte à ideia de que organizações e estruturas de Tecnologia da Informação nunca chegam a uma situação estável, madura. As coisas não só podem caminhar para trás, mas também para frente com saltos impreditíveis. Além disso, o comportamento instável da Tecnologia da Informação dentro de uma organização não resistirá a pequenas turbulências. Pequenas mudanças no estilo de gerência, mudanças em fornecedores, pequenas atualizações de software podem ter consequências catastróficas e inesperadas.

O efeito das condições iniciais e pequenos eventos na história de um desenvolvimento de Sistemas de Informação dentro de uma organização será amplificado por feedback. Essa é uma ideia chave da Teoria do Caos, que o estado futuro de um sistema, por exemplo, o departamento de Tecnologia da Informação ou um sistema de informação de negócios particular numa organização, depende de um estado anterior. Eventos passados e história sempre terão um efeito impreditível e característico na atividade presente e em planos futuros.

Aperiódico. Sistemas caóticos não manifestam nenhum padrão fixo ou permanente. Tal comportamento aperiódico é altamente complexo e permanentemente sensível a pequenas perturbações. Uma visão caótica de sistemas de informação deve também ser uma visão de contingência, admitindo a importância do contexto, ao mesmo tempo espacial e histórico no desenvolvimento de um sistema de informação.

 

DASHBOARD do Covid-19 (Coronavirus) no Brasil, atualizado constantemente e mantido pela Microsoft.